domingo, 6 de outubro de 2013

IEQ "TEMPLO DA ALIANÇA" realizou no último Sábado a 1ª TARDE ALEGRE


Americana (interior de São Paulo) - A Igreja do Evangelho Quadrangular "TEMPLO DA ALIANÇA", realizou no último Sábado a  "1ª TARDE ALEGRE", o qual recebeu mais de 100 crianças em sua primeira edição.

Segundo o Pastor Titular Antonio Martins, foi um sucesso e contou com monitoras da Igreja e Equipe da Empresa Contratada, a qual é Especializa em Eventos desta natureza.

Agradecemos as mães que enviaram seus filhos, para a "1ª TARDE ALEGRE" da IEQ "TEMPLO DA ALIANÇA."

FONTE: www.igrejaquadrangularamericana.com  



domingo, 1 de setembro de 2013

CONGRESSO NACIONAL DE MISSÕES 2013 é Destaque no Brasil

       
SGM BRASIL realizou "O Maior Evento Missionário da América Latina"
Nos dias 02, 03 e 04 de Agosto de 2013 aconteceu o 5º. Congresso Nacional de Missões, com a presença de 42 missionários da Secretaria Geral de Missões, que vieram de 18 países. O evento foi realizado na Estância Árvore da Vida, em Sumaré-SP.
Durante três dias de Congresso, os presentes ao Evento, puderam participar de oficinas temáticas com os missionários e palestrantes convidados, visitar a tenda dos missionários e ver de perto as curiosidades de cada campo além de conhecer os projetos da SGM e como envolver-se em missões.
Durante o 5º. Congresso Nacional de Missões também aconteceu o Congresso Nacional do Amai Infantil,voltado para crianças de 06 a 12 anos. 
Realização:
 

Angelus Temple - Igreja do Evangelho Quadrangular

FOTO: Angelus Temple,  Igreja do Evangelho Quadrangular, construído por Aimee Semple McPherson e dedicado 1 de janeiro de 1923. O templo fica em frente Echo Park, perto do centro de Los Angeles, Califórnia.

A Igreja do Evangelho Quadrangular tem como princípio fundamento nos Quatro Evangelhos:

Evangelho: Lucas - Jesus Salva, cor: vermelho, símbolo: Cruz. Jesus Filho do Homem.
Evangelho: João - Jesus Batiza, cor: amarelo, símbolo: Ponba. Jesus Filho de Deus.
Evangelho: Marcos - Jesus Servo, cor: Azul, símbolo: Cálice. Jesus Cura.
Evangelho: Mateus - Jesus Voltará, cor: Lilás ou Púrpura, símbolo: Coroa. Jesus Voltará. (Informações Pr. Márcio Igreja Quadrangular)

Como nasceu a Igreja do Evangelho Quadrangular

A Igreja do Evangelho Quadrangular é uma denominação cristã evangélica pentecostal. É conhecida como a Igreja do Evangelho Quadrangular, a partir de 2000, teve uma adesão de mais de 8.000.000 de pessoas, com 66.000 igrejas em 144 países.[1] Em 2006, a sua membresia nos Estados Unidos era de 353.995 pessoas em 1.875 igrejas.[2] Embora as suas congregações estejam concentradas ao longo da Costa Oeste, a denominação está bem distribuída pelos Estados Unidos.[3] Os estados com a maior taxa de adesão são: Oregon, Hawaii, Montana, Washington, e Califórnia.[3] A sede está em Los Angeles, Califórnia.

Aimee Semple McPherson (1890-1944), uma evangelista conhecida como "Irmã Aimee", fundou a igreja do Evangelho Quadrangular em 1921. Los Angeles foi o centro das operações, o Angelus Temple foi inaugurado em Echo Park em 1 de janeiro de 1923, reunindo 5300 pessoas. McPherson foi uma celebridade, participando de eventos públicos, de modo que semanalmente nos domingos parava completamente as ruas de Los Angeles, juntamente com o prefeito e estrelas de cinema, diretamente para o Angelus Temple. Ela construiu o templo, e o L. I. F. E. Bible College na porta ao lado, no canto noroeste das terras que possuía no centro da cidade.

O status de celebridade de McPherson continuou até depois de sua morte, em biografias como a de 1976 Hallmark Hall of Fame, o dramaThe Disappearance of Aimee e o filme independente de 2006 Aimee Semple McPherson retratando a sua vida, particularmente seu desaparecimento em Maio-Junho de 1926 e a controvérsia jurídica que se seguiu.[4][5]

Chegada ao Brasil e Restauração

Este órgão chegou ao Brasil no dia 21 de junho de 1957, desembarcado no Porto de Santos, junto com a bagagem da Missionária Louise Lynne Aerl.

De 1957 até 1990 foi utilizado pela igreja, primeiro no salão da Barra funda e posteriormente no templo da Praça Olavo Bilac, período no qual o irmão Mário Gomes era o responsável direto por cuidar deste instrumento.

A partir de 1989, com as mudanças administrativas efetuadas pelos novos pastores que acabaram com o cargo de organista oficial, o órgão foi sendo substituído gradativamente pelas guitarras e baterias dos novos conjuntos musicais, terminando abandonado no porão por mais de dez anos.

No ano de 2001, já quase que totalmente tomado pelos cupins, foi jogada no lixo a pedaleira, parte essencial do instrumento, já sem nenhuma condição de uso. O pastor titular, após obter o parecer de um técnico especializado no instrumento e receber dele o laudo de que o mesmo estava inutilizado e irrecuperável, decidiu dar então baixa deste equipamento na relação de patrimônio da IEQ - Santa Cecília e determinou que fosse vendido como sucata.

A pastora Marli de Jesus, tomou então a iniciativa de recolher o que restava do instrumento para tentar sua recuperação, fazendo todo o possível para conseguir restaurá-lo.

Após três meses de tratamento o móvel estava livre dos cupins e a madeira restaurada. O instrumento, porém, ainda não tinha condições para funcionar. Faltavam peças vitais: cabos, válvulas, a pedaleira, e nada mais disso era fabricado no pais de origem do instrumento, os EUA. A única saída possível era procurar quem tivesse um instrumento fabricado na mesma época, que tivesse ainda em bom funcionamento as peças que nos faltavam. Após uma busca de quase um ano foi adquirida uma pedaleira, algumas válvulas, cabos e conexões reciclados. Foi assim que, em Novembro de 2003, o órgão voltou a funcionar.

Um ex-aluno do organista Mário Gomes, o organista e professor José Jorge de Moraes Zacharias, foi convidado para testar o instrumento e tocar, para que Dona Maria Cândida Gomes, viúva do irmão Mário, já com 84 anos de idade, testemunhasse a recuperação do instrumento.

Este instrumento, que agora pertence ao acervo do departamento histórico, não é o órgão original que veio de canoa com o casal Willians para o Brasil. O primeiro também era da marca Hammond, uma espineta original, modelo B3, mas de meia pedaleira e foi usado nas tendas e na Barra Funda, até junho de 1957. Ele havia sido doado pelo departamento internacional de missões e foi vendido para a igreja Batista Húngara de São Paulo, no mesmo ano em que chegou o segundo que aqui está exposto e que foi adquirido por Cr$ 234.000,00 cruzeiros velhos.

VISITE: http://www.igrejaquadrangularamericana.com/Home.php

Missionário em destaque: Jeff e Naoko MacKay

Desde que se mudou para Osaka, Japão, em 1997, os MacKays plantaram cinco igrejas, incluindo a esperança Capela de Osaka, no centro da cidade.

Jeff MacKay e Família
POR AMY SWANSON

Jeff e Naoko MacKay, são Missionários da Igreja do Evangelho Quadrangular Internacional (Foursquare Church International) para o Japão, vivem em Osaka, uma cidade portuária próspera e a segunda maior cidade do Japão.

Depois de plantar a esperança Capela Mililani (Mililani Foursquare Church) no Havaí e servindo como pastores seniores de 10 anos, Jeff MacKay, um nativo de Oregon, e sua esposa, Naoko, deu um salto de fé para vender tudo e ir para Osaka, em 1997. Eles desembarcaram no Japão, com seus dois filhos e um "a caminho." Dentro de um ano, eles plantaram com sucesso Esperança Capela Osaka , um internacional próspera, igreja bilíngüe no centro da cidade.

Japão está entre os estágios três e quatro, em Modelo de Desenvolvimento de quatro estágios da Quadrangular. A igreja nacional está funcionando bem e faz alguma divulgação para outras nações. Apenas 2 por cento da população japonesa se identificam como cristãos, e a igreja média no Japão é composta de apenas cerca de 30 pessoas, tornando Japão um dos países mais não alcançados do mundo.

O que você ama sobre Osaka?

Jeff: a própria Osaka é quase 3 milhões de pessoas, mas está relacionada com as cidades de Kobe, Nara, Wakayama e Kyoto. Contabilidade para todas essas cidades, a área de Kansai é de 11 milhões.

Osaka é uma cidade de um comerciante vibrante. Pessoas e empresas aqui gostam de fazer as coisas e vender coisas, e Osaka tem sido tradicionalmente conhecida como um centro japonês para o comércio.

O dialeto japonês, que é falado em Osaka é um tipo de gíria com seu próprio sotaque e palavras, e é também a língua falada na comédia japonesa. Assim, as pessoas Osaka têm um grande senso de humor.

Osaka está repleta de edifícios interessantes e de aparência moderna, com pontes e hidrovias. O mais interessante "must-see" ponto turístico é o Castelo de Osaka. Castelo de Osaka é cercada por um mote e imponentes paredes de pedra. Eu adoro fazer caminhadas nos arredores de Castle Osaka durante a noite quando é iluminada. Osaka está viva e repleta de lojas e restaurantes interessantes, as pessoas são experientes e muito fácil de falar com ele.

Descreva a sua visão para o Japão.

Jeff: A minha visão para o Japão é muito simples: eu quero simplesmente estar disponível para incentivar a obra de Deus na vida das pessoas. Nós nos esforçamos para viver perto do Senhor e diariamente experimentar o Seu batismo do Espírito Santo. Quando Ele nos diz para ir, nós confio e ir embora. Quando Ele diz esperar, nós confio e espero. É tudo sobre a obediência às suas palavras suavemente faladas.

Eu sou responsável por ser fiel ao rebanho que Deus me confiou a esperança Capela Osaka. Meu principal objetivo a longo prazo é a formação de líderes cristãos e enviá-los para plantar igrejas. Meu trabalho é fazer discípulos: estabelecer sua fé, levando-os ao batismo, e espero que movê-los para a liderança. Nós temos plantado um número líquido de cinco igrejas.

Conte-nos sobre alguns dos desafios na região.

Jeff: O principal desafio é a cegueira espiritual do povo japonês. Os japoneses são "alérgicos" à religião em geral, exceto para a observação de certos feriados religiosos ou deveres culturalmente necessários, como cemitérios visitantes. O Japão é, basicamente, uma nação de agnósticos.
É difícil para uma pessoa japonesa vir a Cristo. Há uma pressão familiar contra a tornar-se um cristão, e os horários de trabalho proibe a maioria dos outros do que aos domingos atividades. Mas continuamos fiéis e firmes, e deixe Deus fazer o trabalho. Ele traz as pessoas para Si mesmo. É todo o trabalho de Deus nos corações do povo japonês.
O que é um de seus ministério destaca este ano?

Jeff: Nós recentemente batizado quatro pessoas na praia. Uma das senhoras que nós batizados é chamado Mina-san. Ela conheceu-nos em um evento de culinária igreja e foi impactado pelo amor que sentia entre os crentes de nossa igreja.

Mais tarde, ela visitou a nossa igreja. Foi uma surpresa e tanto. Ela começou a participar em uma base regular, e começou a percorrer o longo caminho em direção a fé em Jesus que uma pessoa japonesa geralmente viaja.

Um dia, ela finalmente fez a pergunta: "Jeff, como é que você acredita em Deus" Deus foi fiel, e duas semanas atrás, ela foi batizada. Para a pessoa japonesa, o batismo é o ponto de viragem da fé.

Mina-San é uma enfermeira com experiência em sala de emergência. Ela só me disse que se sente chamado para ir em uma viagem missionária para as Filipinas. Então, agora, Deus não apenas levantou um novo cristão, mas também, possivelmente, um guerreiro missionária. Louvado seja Deus, Ele é sempre fiel.

Em que aspectos tangíveis que as pessoas podem apoiar o trabalho no Japão?

Jeff: Nós amamos ter equipes de curto prazo. Nós também gostaríamos de ter missionários de longo prazo que podem ensinar Inglês para o seu sustento e trabalho com uma de nossas igrejas, que se estendem a partir de Hokkaido (extremo norte) para Okinawa (extremo sul).

Como Orar pelos MacKays:

Ore para que Deus abra os olhos das pessoas em todo o Japão para Jesus.

Ore pelos cristãos japoneses para ser fiel a Cristo.
Ore para que as igrejas se levantam em todo o país, e uma nova geração de pastores que têm um coração para o discipulado.
Ore para que os líderes japoneses que irão discipular os futuros pastores.
Como você pode abençoar a MacKays:

Nossos missionários do Evangelho Quadrangular são sempre incentivados e gratos por quaisquer orações e correspondência que recebem. Se é um presente enviado em um feriado, ou simplesmente uma carta ou nota de encorajamento, você pode fazer a diferença, expressando seu apoio de forma prática. Você também pode doar para seus esforços aqui .

Para enviar correspondência aos MacKays, e-mail aqui ou escrever para eles, no seguinte endereço:

1-2-7 Nishiyamamoto-cho 
Osaka, Yao-Shi 
Japão 581-0868

FONTE: IEQ BRASIL

terça-feira, 4 de junho de 2013

CTMQ – Centro de Treinamento Missionário Quadrangular

Foto
Chegou a hora de você participar!
Há uma geração que precisa urgentemente de Jesus. Se você está ouvindo esse clamor, participe do que Deus está fazendo, prepare-se para servir ao propósito de Deus em sua geração. A IEQ tem várias opções de treinamento.
Confira:

Os Centros de Treinamento Missionário Quadrangular (CTMQs) existem para oferecer um treinamento intensivo, formando e fortalecendo o caráter do aluno. Nosso propósito é equipá-lo com ferramentas bíblicas, missiológicas, entre outras, visando a formação de missionários, líderes e pastores espiritualmente fortes, adaptáveis e comprometidos.

Com duração de 4 ou 9 meses, os treinamentos são em regime de internato e têm como objetivo intensificar o relacionamento do indivíduo com Deus, com o próximo e consigo mesmo. Ao longo do curso, os alunos servem em Igrejas Locais nos finais de semana. Pessoas de todos os lugares podem se encontrar, descobrir mais de Deus e fazerem a DIFERENÇA.

SIM! Eu quero fazer parte!

Venha você também atender ao chamado para esta geração.

Início das aulas: Fevereiro e Agosto.

CTMQ – Minas Gerais:
ctmq-mg@ieqmg.org.br | (31) 3278-2471 | (37) 9944-1982
  • ETEQ – Evangelismo e Discipulado (4 meses)

CTMQ – Pará:
contato@ctmqpara.org | (91) 3244-0142 | (91) 3088-5554
  • ETEQ – Evangelismo e Discipulado (4 meses)
  • MUT - Curso de Missões Urbanas e Transculturais (9 meses)

CTMQ – Paraná:
ctmq-pr@ctmq.com.br | (41) 3332-6633
  • MUT - Curso de Missões Urbanas e Transculturais (9 meses)
  • Curso Livre em Teologia (9 meses)
  • ETEQ – Curso de Evangelismo e Discipulado (4 meses)
  • English School – Imersão em Inglês (Janeiro)

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Dr. Leland B. Edwards With the Lord

Following a lifetime of faithful service to The Foursquare Church, legendary FMI Director Dr. Leland B. Edwards went to be with the Lord at age 93.

By The Foursquare Church

Dr. Leland B. Edwards, who served as the director of Foursquare Missions International (FMI) for 23 years, went to be with the Lord on Sunday, Feb. 10, 2013, at age 93. He is survived by his wife of 71 years, Barbara Noyes Edwards; their two sons, Arthur (wife Beverly) and Loren (wife Cheilon); five grandchildren, and numerous great-grandchildren.
The son of pioneer missionaries to Panama, Arthur and Edith Edwards, Dr. Edwards first went to that nation in 1928 when he was 8 years old. He was appointed as a Foursquare Crusader missionary in 1937, when he was a 17-year-old high school senior. He became the supervisor of the Foursquare work in Panama in 1941, the same year that he married, and he held that position for 18 years. During that time, he emphasized training both children and adults so that they could one day preach the gospel in their own country.
Thousands of people throughout Panama made decisions for Christ and many were healed during evangelistic campaigns that Dr. Edwards held in major cities. He started Christian youth camps, had an extensive radio ministry, and served as chairman of the Billy Graham Crusade in Panama in 1958. He also served as the supervisor of the Foursquare works in Chile and Argentina in 1958–1959. During that time, the national church of Chile was established and began to operate with its own board and bylaws.
Dr. Edwards was asked to serve as the assistant director of foreign missions in 1959. He served in that role until 1965, when he was asked to become the director. He served as FMI director for 23 years, and he filled a dual role for 13 of those years when he was the corporate secretary.
During the time that Dr. Edwards led FMI, the number of fields with Foursquare works increased from 27 to 63. The Edwardses traveled extensively and endeared themselves to missionary families around the world, forging relationships that last to this day. In 1988, Dr. Edwards retired from his position as FMI director and became director emeritus.
“Dr. Edwards was the consummate missionary-statesman,” affirms Jim Scott, director of FMI and vice president of global operations. “He embodied the passion, intellect, love, gifts and dedication that have defined generations of pioneering missionaries. As the director of FMI, he led with great integrity of heart and skillful hands to the glory of God (see Ps. 78:72). Jesus’ ministry in and through this humble man remains the prayerful goal and standard for excellence for us today.”
Glenn Burris Jr., president of The Foursquare Church, echoes Jim’s sentiments.
"Rarely have I met a person who was so passionate about the mission of the church, so focused on his particular assignment, so confident of God's call on his life, so tender toward the people he served and led, and so committed to the tribe that the Lord had placed him in," adds Glenn. "Dr. Leland Edwards never attempted to be someone other than himself. And what he became was exactly the person that God intended for him to be."
Please pray for the Edwards family during this season of loss. Details regarding the memorial service and information for sending condolences will be posted as updates to this article, as they become available.

Read More

Learn more about the faithful service of the Edwards family in the recent article “From Generation to Generation.”
Read about Dr. Leland Edwards’ book, Chasing the Vision, which tells the fascinating story of the first Foursquare missionaries to Panama.

CONGRESSO NACIONAL DE MISSÕES: 2 a 4 de Agosto em Sumaré - São Paulo